Campanha Abril Marrom: alerta contra a cegueira

Gabriela, o diretor de Marketing da MicroPower, Daniel Musulin Soeltl, Carlinhos, presidente da MicroPower, Francisco Soeltl, Thaisa e Ana Cristina

De acordo com os dados do último Censo do IBGE (2010), 35,2 milhões de pessoas no Brasil apresentam algum grau de deficiência visual, sendo seis milhões com grande dificuldade em enxergar e 582 mil cegos.

Na cidade de São Paulo, esse número é 2,2 milhões, considerando que 292 mil têm grau mais severo e 53 mil não enxergam de modo algum. Ao mesmo tempo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que entre 60% e 80% dos casos de cegueira são evitáveis e/ou tratáveis. É com este cenário e considerando a importância da prevenção da cegueira que nasce o Projeto “Abril Marrom”, que prevê uma série de palestras ministradas por médicos especialistas em diversas áreas da Oftalmologia a serem realizadas pela cidade com foco na sensibilização, educação e em ações preventivas para combate às doenças e demais causas que levam à cegueira. O objetivo é alcançar desde pessoas leigas interessadas pelo tema até médicos, pesquisadores e demais profissionais de saúde.

A abertura ocorreu no dia 1º de abril, na Câmara Municipal de São Paulo, em sessão proposta pelo vereador Aníbal de Freitas, autor do Projeto de Lei 630/2015 que pede a inserção do Abril Marrom no calendário oficial da cidade. A campanha é organizada pelo Instituto Dr. Suel Abujamra, que atua no tratamento oftalmológico de média e alta complexidade para pacientes - inclusive pelo SUS. A iniciativa tem ainda os apoios do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e das Secretarias Municipais de Saúde (SMS) e da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED).

Dr. Suel Abujamra
Dr. Suel Abujamra e o vereador Aníbal de Freitas
Francisco Soeltl, Dr. Suel Abujamra, Aníbal de Freitas e Daniel Musulin Soeltl
Francisco Soeltl, Dr. Suel e Dra. Antonieta Minello

As principais causas de cegueira, de acordo com a OMS, são catarata, glaucoma, retinopatia diabética, cegueira infantil e degeneração macular. Entre as ações preventivas, oftalmologistas recomendam alimentação saudável, prática de exercícios físicos e a proteção da luz solar com o uso de óculos escuros.

As pessoas que enxergam bem, normalmente só procuram um médico oftalmologista quando a visão começa a falhar, o que ocorre geralmente por volta dos 40 anos de idade, mas a prevenção deve começar antes mesmo do nascimento. O acompanhamento pré-natal é capaz de evitar o comprometimento da visão do bebê que irá nascer.

Os jovens também estão sujeitos ao aparecimento do ceratocone, uma doença que provoca irregularidade da córnea e que pode aparecer pelo hábito de coçar excessivamente os olhos. Na fase adulta costumam aparecer com maior frequência a presbiopia (vista cansada), o glaucoma e problemas de retina. Além de exames de rotina, é importante que haja uma avaliação da pressão arterial e da glicemia, já que a hipertensão arterial e a diabete também podem levar à cegueira.

Programação de Palestras

Local: Museu Afro Brasil (Teatro Ruth de Souza)
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral s/n – Parque Ibirapuera – Portão 10

Dia 08 de abril (Público-Alvo: Público em geral e interessados pelo tema)

14h – Abertura 
Dr. Suel Abujamra - Doutor em Medicina (Oftalmologia) pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Livre Docente em Oftalmologia pela Universidade de São Paulo. É membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), da Academia Americana de Oftalmologia e da Associação Panamericana de Oftalmologia. Ex-presidente do CBO e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. Fundador e atual Presidente do Instituto Suel Abujamra. 

14h15 – Catarata
Dr. Paulo Gelman Vaidergorn – Pós-graduação e Doutorado pela Faculdade de Medicina da USP, onde é Médico Assistente da Clínica Oftalmológica.

15h – Retinopatia Diabética / Degeneração Macular Relacionada à Idade
Dra. Maria Teresa Brizzi Chizzotti Bonanomi - Doutora em Oftalmologia pela Faculdade de Medicina da USP. Médica Assistente do Setor de Retina e Vítreo da Oftalmologia do Hospital das Clínicas – FMUSP.

16h – Glaucoma
Dr. Cristiano Caixeta Umbelino – Mestre em Medicina pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, onde é Assistente da Seção de Glaucoma. Especialista em Oftalmologia pelo CBO.

16h45 – Doenças Heredo Degenerativas
Dra. Juliana Maria Ferraz Sallum - Doutora em Oftalmologia pela Universidade Federal de São Paulo e pela Johns Hopkins University. Atualmente é Professora Afiliada da Unifesp.

Dia 15 de abril (Público-Alvo: Público em geral e interessados pelo tema)

14h15 - Retinopatia Diabética
Dr. André Marcelo Vieira Gomes – Doutor em Medicina pela Faculdade de Medicina da USP. Médico Especialista em Retina e Vítreo do Departamento de Oftalmologia da USP.

15h – Recursos para a Visão Subnormal
Dr. Marcos Wilson Sampaio - Docente da Universidade de São Paulo e Especialista em Deficiência Visual no Brasil.

16h – Doenças da Infância: Retinopatia da Prematuridade
Dra. Nilva Simeren Bueno de Moraes – Doutora em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo com especialização em retina e vítreo e catarata.

16h45 – Trauma e Prevenção da Cegueira
Dra. Denise de Freitas – Doutora em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo. Coordena o Programa de Pós-graduação em Oftalmologia e Ciências Visuais da Escola Paulista de Medicina. Membro Titular do CBO, da Academia Americana de Oftalmologia e da Associação Pan-Americana de Oftalmologia. Membro do Comitê Nacional da Área Técnica de Saúde da Pessoa com Deficiência – Ministério da Saúde.

Dia 29 de abril (Público-Alvo: Médicos, Pesquisadores e Outros Profissionais de Saúde)

Coordenação da Mesa: Dr. Suel Abujamra

14h15 - Cirurgias Reparadoras do Segmento Anterior
Dr. Pedro Carlos Carricondo - Doutor em Ciências da Saúde - Área Oftalmologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Médico Assistente da Clínica Oftalmológica do Hospital das Clínicas FMUSP.

15h - Glaucoma
Dr. Alexandre Tomio – Mestre Profissional em Administração da Prática Oftalmológica pela Universidade Federal de São Paulo. Chefe do Setor de Glaucoma do Instituto Suel Abujamra.

16h – Cirurgias Reparadoras do Segmento Posterior
Dr. Julio Zaki Abucham Neto - Especialista em Retina e Glaucoma pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.  Médico Preceptor da Clínica Oftalmológica do Hospital das Clínicas FMUSP .

16h45 - Catarata
Dr. Lincoln Leme de Freitas - Mestre e Doutor em Oftalmologia pela Escola Paulista de Medicina – UNIFESP. É Chefe do Setor de Catarata da Escola Paulista de Medicina e Chefe do Setor de Catarata do Instituto da Catarata. 

Encerramento: Agenda de Propostas

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter